Saltar para: Posts [1], Pesquisa e Arquivos [2]



...

por anaplisboa, em 20.06.15

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 22:24

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 21:54


Festa da Primavera-2015

por anaplisboa, em 06.05.15

Todos os Associados da ANAP, Familiares e Amigos se podem inscrever para participar neste ConvívioFesta da Primavera-Maio-2015.jpg

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 20:11


Almoço de Aniversário da ANAP-2015

por anaplisboa, em 04.05.15

Inscrições abertas - Inscrevam-se para o nosso almoço-convívio

 

Almoço Aniversário-2015.jpg

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 12:58


...

por anaplisboa, em 04.05.15

 

 

 No dia 22 de Maio vai ter lugar um Convívio no Vale do Silêncio, nos Olivais, muito perto do CIAS-SS-PSP e da ANAP-Aposentados da PSP, para todos os Associados, familiares e amigos que desejem participar.

Haverá um prova simples com pequenas armadilhas para descobrir e aos primeiros 3 ganhadores serão atribuídos prémios de algum valor.

Vejam as normaa abaixo, inscrevam-se no CIAS ou na ANAP ou mesmo pelo E-mail: anaplisboa@sapo.pt.

Não faltem,

Festa da Primavera-1-2015.jpg

 

 

Festa da Primavera-2-2015.jpg

 

 

Festa da Primavera-3-2015.jpg

 

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 11:52


Louvor-Maioral

por anaplisboa, em 24.04.15

Louvor Maioral-ANAP.jpg

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 14:55


Convívios

por anaplisboa, em 24.04.15

PRÓXIMOS EVENTOS DA ANAP - LISBOA

A Delegação de Lisboa da ANAP, apresenta para muito brevemente um calendário de convívios destinados aos seus associados, familiares e amigos a levar a efeito no Vale do Silêncio, muito perto da 2.ª Divisão da PSP de Lisboa.

1.º No dia 22 de Maio conjuntamente com os Serviços Sociais vai realizar um convívio, que abarca o dia todo, com rastreios feitos à saúde dos participantes, aulas de aeróbica, realização de um concurso, com equipas de 4 elementos, com provas simples, perguntas sobre os Serviços e ANAP, atribuição de prémios, aos 3 primeiros classificados, almoço, muita música e animação.

2.º Em Junho haverá um almoço de Aniversário da ANAP de Lisboa, destinado a juntar à mesa todos os Associados, familiares e amigos, cuja data será anunciada atempadamente.

3.º Mais para o fim do Verão haverá um convívio de Aposentados no Baleal, em Parceria com os Serviços Socias, cuja data a ainda não está definida.

Entretanto a nossa Delegação da ANAP vai procurar dar conhecimento de todas as datas e horários a todos em tempo útil…para que se possam inscrever...

Pelo Presidente

Pedro Vilelas

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 14:00


Por Aqui Passaram os Mais leais Patriotas

por anaplisboa, em 22.04.15

Portugal eram todo o local onde estivesse um Português

301727_2603249176677_40288841_n.jpg

( Lá Longe Onde o Sol Castiga Mais- Paco Bandeira)Percebo a revolta. Entendo-os quando dizem “naquele tempo é que era difícil!”, porque sem escape a um Destino que não escolheram, viam o tamanho da sua insignificância perante o “interesse nacional” para quem a sua vida pouco valia, bem patentes na expressão “Carne para Canhão”. E eram!
Quando a Companhia de Caçadores 95, primeira tropa a pisar solo angolano e instalada num Seminário ainda em construção, depois de ter marchado garbosamente sob os aplausos e “vivas!”da populaça pelas principais avenidas de Luanda, abriu os caixotes de material para se guarnecer...ficou estilhaçada como se as granadas ferrugentas que lá vinham tivessem explodido ali mesmo, na ponta de um dilagrama: material a que nunca tinha sido feito “Auto de Incapacidade”ou “Ruína Prematura", tal como capacetes sem alça, panos de tenda esfarrapados, marmitas e cantis deformados e inutilizados, armas sem percutor e muito mais....seriam o material que os acompanharia na desgraça. Viram que, quem lhes tinha atribuído aquele material, contava que pouco durassem, pois a quem se augura uma curta vida...qualquer coisa serve. Depois da queixa apresentada, pelo Comandante de Companhia ao QG, receberam material novo e a noticia de que "alguém"da unidade de origem de tal sucata, tinha sofrido uma punição e apanhado uma “castanhada valente”, como o meu pai gosta de dizer.
Para a primeira operação que fizeram e que apenas deveria durar 8 dias, foi-lhes dito para apenas meterem no saco de bagagem e bornal o menos possível (1 toalha, 1 pano de tenda, 1 manta, 1 cuecas e 1 par de sapatilhas)....e que depois do ano inteiro que acabaram por ficar sem regressar a Luanda, fez com que passassem 365 dias a dormir no chão e parecessem os figurantes de “Aljubarrota”, quando sem garbo e de olhar vago, esfarrapados e magros como cães vadios, voltaram a passar naquelas avenidas de má-memória.
A Guerra Clássica para que tinham sido preparados (com inimigo do “outro lado”, separados por terra de ninguém) foi “trunfo inglório”, naquele mato em que avançavam em coluna e abriam caminho à catanada, boquiabertos (tanto os homens como as pacaças, que paravam o seu lento ruminar a tentar perceber que estranho "bicho" era aquele) pelo que viam, na surpresa de uma Guerra de Guerrilha, em que tinham que se procurar posições inimigas, escondidas em terreno que conheciam como a palma das mãos e atacando sempre de emboscada.
O clima e os animais também se juntaram no “abate” daqueles intrusos, pois muitos ficaram cegos no lançamento preciso de cobras-cuspideiras e sofreram a dor aguda e venenosa de escorpiões que se lhes enfiavam na farda pendurada nas árvores , que secava do suor e da canícula, enquanto os seus donos descansavam um pouco em camas de capim. As mordidelas de mosquitos, malária, paludismo e desarranjo interior que se ganhava no desespero de beber água de charcos, roubava-lhes as tão preciosas forças, que deveriam mantê-los duplamente alerta para todos os perigos que não conheciam e foram pagos em vidas de jovens, que deixaram um País sangrado de toda a força juvenil de uma geração.
No rebentamento de minas anti-pessoais ligadas a destruidores "fornilhos", engoliram as lágrimas na procura de algum pedaço dos camaradas vaporizados, que sentiam no dever de mandar no caixão que seria devolvido às famílias. Fizeram-se homens à força na certeza de que seriam os próximos a tombar. Retesaram os músculos massacrados da marcha para não lamentarem as saudades de quem lhes era querido e trocavam o medo por visões de um lar bem longe, onde tinham a certeza que fervia serenamente num pote ao lume, uma sopa de couves e feijões.
Sem entenderem bem o porquê, puseram sempre o máximo no mínimo que faziam, porque eram de raça indómita e juraram, perante a bandeira, mesmo com o risco da própria vida, não darem nem um passo à retaguarda.
Ficaram, na desgraça, unidos para sempre como verdadeiros irmãos e cinquenta anos depois nas comemorações dos 50 anos da sua partida, no RI 13 a que chamam “a nossa casa”, abraçaram-se com a força de uma vida os que restavam, lavados em lágrimas contidas durante meio século!
Eu...chorei também.
“ Palpita um peito d’aço em cada farda. Do 13...nem um passo p'rá retaguarda!”
( Foto: Navio Niassa/ Batalhão de Caçadores 95 em 21 de Abril de 1961)

Por José Manoel Farropas

 

 

 

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 09:18


Órgãos Diretivos 2015-16

por anaplisboa, em 27.03.15

Órgãos Directivos-Fotos-2015-2016.jpg

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 15:50


Asembleia-Geral Nacional da ANAP

por anaplisboa, em 11.03.15

Assembleia-Geral-ANAP-7-3-2015.jpg

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 15:04


Mais sobre mim

foto do autor


Relógio




Calendário


Arquivo

  1. 2016
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2015
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2014
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2013
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2012
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2011
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2010
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D

calendário

Março 2016

D S T Q Q S S
12345
6789101112
13141516171819
20212223242526
2728293031


Links

Militares Mortos de 1954 a 1975

COMETLIS - PSP

Estatuto da ANAP-PSP

Regulamento do Estatuto da ANAP-PSP

Terceira Idade

ANAP-Lisboa

COMETLIS-PSP-SEDE

COMETLIS-PSP

Marcar Consulta Pela Internet

MAI - ARMAS

2.ª DIV-COMETLIS

ADAPPSP-V. Castelo

ADAP.Aposentados PSP-Viana do Castelo

DN-ANAP-Coimbra

PSP

MAI

Portal da Saúde - Informações

Portal da Saúde

Portal do Cidadão

Portal das Finanças

Telefones Úteis em Portugal

ADSE

Contactos Úteis

DRE

Finanças-Impostos

Caldas da Rainha

C. M.

CI PSP

GNR

P. J.

Contador Social

Comandos da PSP

Biblioteca Digital Mundial

TERTÚLIA DA ANAP

ANAP-Terceira-Açores

ANAP-Açores

SS-PSP

Armas e Munições - PSP Leiria

Segurança Social

Apoio a Idosos

IPA-Portugusesa

Aposentados e Reformados

Polícia Municipal de Lisboa

Câmara Municipal de Lisboa


Slideshow




Horas noutras cidades